• Próximos Cursos

    A importância dos links:quem recomenda quem e o quê!

    Como sabemos nós que determinado produto, livro, etc, é bom? Porque nos foi aconselhado.

    E se esse conselho nos é dado por alguém a quem reconhecemos autoridade nesse campo, então ser-nos-á mais fácil fazermos a nossa opinião. E se, ainda mais não apenas uma mas várias pessoas no-lo aconselham, então aí não temos grandes duvidas sobre a qualidade do tal produto.

    O mesmo se passa com os links: se um determinado site, o site da Maria, por exemplo,  é recomendado por outros sites e se entre esses sites estiverem alguns de reconhecida autoridade sobre o assunto, então o site da Maria é bom.paginas linkadas

    Mas os motores de pesquisa ainda analisam mais um dado: se uma página C cita a página A e a página B, e estas duas são regularmente cocitadas por outras páginas, então devem estar relacionadas de alguma forma.

    Kleinberg define hubs e  authorities*. Os primeiros (a vermelho) são aqueles que sugerem sites, por exemplo na lista de sites interessantes enquanto que os segundos (a azul) são os sites que são regularmente citados sobre um determinado tópico. Por exemplo, o site do governo sobre política.

    Estão a ver agora porque é que são importantes as recomendações de outros sites? Sobretudo de sites de qualidade, que irão influenciar o posicionamento nos motores de pesquisa e conseguir assim maior visibilidade.

    ___

    *de acordo com Kleinberg

    Tagged , , , . Bookmark the permalink.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *